Auxiliares do SESARAM sem aumento prometido

O complemento de 40 euros por mês aos assistentes operacionais com 10 ou mais anos de serviço foi anunciado em setembro e confirmado no último Conselho de Governo antes das eleições. Devia ser pago a partir de outubro. Porém, sete meses depois, ainda ninguém recebeu. Sabe o Jornal que a medida está a ser reavaliada no Serviço de Saúde para evitar distorções entre as carreiras. Este é o tema em destaque no JM de hoje. Região foge à falta de voluntários para o Exército. Pedro Monteiro Sardinha, comandante da Zona Militar da Madeira, revela ao JM que até ao final do ano chegam armas mais modernas e novo fardamento. Na Saúde, filho de madeirenses trabalha na OMS e prevê vacina para 2021. No Mercado dos Lavradores, ARAE abre processo devido às condições sanitárias. Ainda nesta edição, saiba que em março houve menos 31 crianças em perigo sinalizadas na Madeira. O período de confinamento teve uma significativa redução de casos comparativamente com fevereiro; os educadores querem ser ouvidos sobre as mudanças nas creches e mais de 10 mil fotos mostram história das ilhas. No crime, PJ investiga dois cenários no caso do Garajau. Leia ainda sobre a proposta do Conselho de Economia para que a lotação dos restaurantes não sofra alterações. Os bares e restaurantes não terão restrições. A solução passa por outra disposição dos lugares de maneira a manter o distanciamento. Nas esplanadas, a sugestão é que sejam alargadas. As propostas carecem de confirmação do Governo Regional. Estes e outros assuntos para ler na edição impressa de hoje.

O complemento de 40 euros por mês aos assistentes operacionais com 10 ou mais anos de serviço foi anunciado em setembro e confirmado no último Conselho de Governo antes das eleições. Devia ser pago a partir de outubro. Porém, sete meses depois, ainda ninguém recebeu. Sabe o Jornal que a medida está a ser reavaliada no Serviço de Saúde para evitar distorções entre as carreiras. Este é o tema em destaque no JM de hoje. Região foge à falta de voluntários para o Exército. Pedro Monteiro Sardinha, comandante da Zona Militar da Madeira, revela ao JM que até ao final do ano chegam armas mais modernas e novo fardamento. Na Saúde, filho de madeirenses trabalha na OMS e prevê vacina para 2021. No Mercado dos Lavradores, ARAE abre processo devido às condições sanitárias. Ainda nesta edição, saiba que em março houve menos 31 crianças em perigo sinalizadas na Madeira. O período de confinamento teve uma significativa redução de casos comparativamente com fevereiro; os educadores querem ser ouvidos sobre as mudanças nas creches e mais de 10 mil fotos mostram história das ilhas. No crime, PJ investiga dois cenários no caso do Garajau. Leia ainda sobre a proposta do Conselho de Economia para que a lotação dos restaurantes não sofra alterações. Os bares e restaurantes não terão restrições. A solução passa por outra disposição dos lugares de maneira a manter o distanciamento. Nas esplanadas, a sugestão é que sejam alargadas. As propostas carecem de confirmação do Governo Regional. Estes e outros assuntos para ler na edição impressa de hoje.