Autarquia de Câmara de Lobos inicia construção do caminho agrícola da Caldeira

O executivo Câmara-lobense visitou o arranque das obras de execução do Caminho Agrícola da Caldeira e Rancho, uma infraestrutura que servirá cerca de 60 explorações da principal zona de abastecimento de produtos hortofrutícolas da região. A realização deste investimento vem no seguimento do compromisso assumido pelo executivo câmara-lobense no seu manifesto eleitoral, de investimento na construção e melhoria da rede de caminhos agrícolas do concelho. Esta obra representa um investimento na ordem de 1 milhão e 100 mil euros, financiado a 85% pelo PRODERAM, ficando o remanescente a cargo do orçamento municipal. Este novo arruamento servirá uma área agrícola da Caldeira e ficará dotado de diversas infraestruturas, com destaque para a melhoria da rede de rega, rede de distribuição de água potável, rede de saneamento básico e iluminação pública. O caminho agrícola terá dois ramais que se desenvolvem ao longo de 560 metros e que dotarão a zona de uma nova ligação entre o caminho da Areia e caminho do Terço A execução de uma nova rede de rega assume particular importância nesta intervenção, permitindo colmatar perdas existentes e facilitar o trabalho dos agricultores da zona. “Esta era um investimento importante para a população do Rancho e Caldeira. Foi uma necessidade assinalada pelos próprios em janeiro de 2018, aquando da inauguração das obras de alargamento da vereda da Calçada da Caldeira, a que o município prontamente acedeu, candidatando o projeto ao PRODERAM", referiu Pedro Coelho. Os terrenos para a execução do caminho foram cedidos, na sua totalidade, pelos produtores não existindo a necessidade de recorrer a expropriações. O prazo de execução é de 730 dias, estando prevista a sua abertura para julho de 2022

Autarquia de Câmara de Lobos inicia construção do caminho agrícola da Caldeira
O executivo Câmara-lobense visitou o arranque das obras de execução do Caminho Agrícola da Caldeira e Rancho, uma infraestrutura que servirá cerca de 60 explorações da principal zona de abastecimento de produtos hortofrutícolas da região. A realização deste investimento vem no seguimento do compromisso assumido pelo executivo câmara-lobense no seu manifesto eleitoral, de investimento na construção e melhoria da rede de caminhos agrícolas do concelho. Esta obra representa um investimento na ordem de 1 milhão e 100 mil euros, financiado a 85% pelo PRODERAM, ficando o remanescente a cargo do orçamento municipal. Este novo arruamento servirá uma área agrícola da Caldeira e ficará dotado de diversas infraestruturas, com destaque para a melhoria da rede de rega, rede de distribuição de água potável, rede de saneamento básico e iluminação pública. O caminho agrícola terá dois ramais que se desenvolvem ao longo de 560 metros e que dotarão a zona de uma nova ligação entre o caminho da Areia e caminho do Terço A execução de uma nova rede de rega assume particular importância nesta intervenção, permitindo colmatar perdas existentes e facilitar o trabalho dos agricultores da zona. “Esta era um investimento importante para a população do Rancho e Caldeira. Foi uma necessidade assinalada pelos próprios em janeiro de 2018, aquando da inauguração das obras de alargamento da vereda da Calçada da Caldeira, a que o município prontamente acedeu, candidatando o projeto ao PRODERAM", referiu Pedro Coelho. Os terrenos para a execução do caminho foram cedidos, na sua totalidade, pelos produtores não existindo a necessidade de recorrer a expropriações. O prazo de execução é de 730 dias, estando prevista a sua abertura para julho de 2022