Assembleia de Freguesia de Água de Pena aprova voto de protesto a iniciativa da Câmara de Machico

A Assembleia de Freguesia de Água de Pena aprovou, na passada quarta-feira, por unanimidade, um voto de protesto à iniciativa do Município de Machico de disponibilização de acesso à rede Wi-fi, de forma gratuita, em espaços públicos do Concelho. A razão do protesto prende-se com o facto de a iniciativa não contemplar a Freguesia de Água de Pena. Através de um comunicado enviado às redações, Samuel Caldeira, membro da Assembleia de Freguesia de Água de Pena do PPD/PSD, diz que, "no dia em que a freguesia de Água de Pena celebrou 484 anos, a Câmara de Machico anunciou a disponibilização de acesso à rede Wi-fi, de forma gratuita, em espaços públicos do concelho, no âmbito de uma candidatura submetida à iniciativa WIFI4EU” e recorda que "as zonas de implementação desta medida contemplam apenas zonas das freguesias de Machico, Porto da Cruz e Caniçal, ficando descuradas as freguesias de Santo António da Serra e Água de Pena". Samuel Caldeira diz ainda que Água de Pena "é a freguesia que mais tem crescido em termos de população nos últimos anos - desde o ano de 2010, aumentou 20% em número de habitantes. Esta medida teria sido importante para a dinamização de espaços públicos da Freguesia, nomeadamente o Complexo Desportivo de Água de Pena e o Centro da Freguesia, zona mais movimentada, e onde estão implantados vários edifícios públicos, como a Escola, a Junta de Freguesia, a Igreja, e a Casa do Povo". "Considerando que os projetos do Município são poucos, e que se perdeu a oportunidade de realizar algo capaz de dinamizar e chegar a todas as freguesias do Concelho, lamenta, por isso, que "a freguesia tenha sido descurada pelo Município, situação que já é recorrente". Samuel Caldeira recorda que “há dois anos, em junho de 2018, a Assembleia de Freguesia tinha aprovado um voto de protesto pela falta de solidariedade financeira por parte do município de Machico, que, com um resultado líquido de 2017 de 1.103.835 euros, destinou à Freguesia uns míseros 16.000 euros.” “As 'guerrinhas' internas do PS na gestão camarária têm deixado a população de Água de Pena votada ao esquecimento”, acusa.

Assembleia de Freguesia de Água de Pena aprova voto de protesto a iniciativa da Câmara de Machico
A Assembleia de Freguesia de Água de Pena aprovou, na passada quarta-feira, por unanimidade, um voto de protesto à iniciativa do Município de Machico de disponibilização de acesso à rede Wi-fi, de forma gratuita, em espaços públicos do Concelho. A razão do protesto prende-se com o facto de a iniciativa não contemplar a Freguesia de Água de Pena. Através de um comunicado enviado às redações, Samuel Caldeira, membro da Assembleia de Freguesia de Água de Pena do PPD/PSD, diz que, "no dia em que a freguesia de Água de Pena celebrou 484 anos, a Câmara de Machico anunciou a disponibilização de acesso à rede Wi-fi, de forma gratuita, em espaços públicos do concelho, no âmbito de uma candidatura submetida à iniciativa WIFI4EU” e recorda que "as zonas de implementação desta medida contemplam apenas zonas das freguesias de Machico, Porto da Cruz e Caniçal, ficando descuradas as freguesias de Santo António da Serra e Água de Pena". Samuel Caldeira diz ainda que Água de Pena "é a freguesia que mais tem crescido em termos de população nos últimos anos - desde o ano de 2010, aumentou 20% em número de habitantes. Esta medida teria sido importante para a dinamização de espaços públicos da Freguesia, nomeadamente o Complexo Desportivo de Água de Pena e o Centro da Freguesia, zona mais movimentada, e onde estão implantados vários edifícios públicos, como a Escola, a Junta de Freguesia, a Igreja, e a Casa do Povo". "Considerando que os projetos do Município são poucos, e que se perdeu a oportunidade de realizar algo capaz de dinamizar e chegar a todas as freguesias do Concelho, lamenta, por isso, que "a freguesia tenha sido descurada pelo Município, situação que já é recorrente". Samuel Caldeira recorda que “há dois anos, em junho de 2018, a Assembleia de Freguesia tinha aprovado um voto de protesto pela falta de solidariedade financeira por parte do município de Machico, que, com um resultado líquido de 2017 de 1.103.835 euros, destinou à Freguesia uns míseros 16.000 euros.” “As 'guerrinhas' internas do PS na gestão camarária têm deixado a população de Água de Pena votada ao esquecimento”, acusa.