20 de fevereiro: CDU denuncia falta de intervenção no Ribeiro Chega

A CDU esteve hoje na freguesia do Imaculado Coração de Maria, no concelho do Funchal para denunciar a falta de intervenção no Ribeiro Chega, que foi uma das linhas de água também afectadas pela catástrofe do 20 de fevereiro de 2010. No final...

20 de fevereiro: CDU denuncia falta de intervenção no Ribeiro Chega
A CDU esteve hoje na freguesia do Imaculado Coração de Maria, no concelho do Funchal para denunciar a falta de intervenção no Ribeiro Chega, que foi uma das linhas de água também afectadas pela catástrofe do 20 de fevereiro de 2010. No final da iniciativa política a deputada municipal, Herlanda Amado disse que, "passados 10 anos da Aluvião de 20 de Fevereiro de 2010, que atingiu a nossa Região, muito ainda está por fazer para garantir a segurança de pessoas e bens". "Desde o primeiro momento que temos exigido que as verbas da Lei de Meios fossem utilizadas no sentido de ser salvaguardada a segurança das populações afectadas pela catástrofe que se abateu sobre a Madeira, o que em nosso entender não aconteceu", realçou a porta-voz da iniciativa, salientando que "o estrangulamento e desvio das linhas de água e a falta de limpeza dos ribeiros, foram alguns dos problemas identificados, mas o que é certo é que quem aqui reside, não se sente seguro pela falta de intervenção, tendo a situação se agravado pela falta de intervenção que era exigida e necessária". "É obrigação do Governo Regional e das Câmaras Municipais, garantirem todos os meios necessários para restabelecer a normalidade e garantir o bem-estar e a qualidade de vida das populações afectadas", acusou. Para a CDU, é importante e urgente que se concretize o esforço de reconstrução nas localidades verdadeiramente atingidas. Recentemente foi aprovada uma Resolução na Assembleia Municipal do Funchal apresentada pela CDU, onde de entre as várias questões colocadas estava presente a necessidade urgente de serem identificados todos os sítios que ainda não foram intervencionados, e este será seguramente um deles. A CDU continuará a envidar todos os esforços para que localidades como estas, não sejam esquecidas, exigindo da parte das entidades competentes a sua urgente resolução! Enquanto existirem casos por resolver, podem contar com a nossa denuncia e intervenção, para a sua resolução.”